24 novembro 2009

Viva Darwin!

Hoje celebram-se exactamente os 150 anos da publicação da revolucionária obra de Darwin: “A Origem das Espécies”. Simultaneamente, o ano de 2009 é também o bicentenário do nascimento de Charles Darwin. Por isso, durante o ano de 2009 organizaram-se várias iniciativas comemorativas destes dois importantes acontecimentos!

Tive oportunidade de visitar a exposição organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian, a fabulosa “A Evolução de Darwin”, e, meses mais tarde, uma outra exposição, “Charles Darwin (1809-2009) - Evolução e Biodiversidade”, na Reitoria da Universidade do Porto.
A primeira era uma grande exposição internacional, com o objectivo de dar a conhecer a Teoria da Evolução e o seu longo e difícil percurso, além do seu contributo para a Ciência e Conhecimento. Gostei imenso de a visitar! Achei que estava muito bem organizada e explicada de forma acessível para o público em geral; como estudante na área da Ciência, foi um prazer relembrar o que aprendi no secundário e tomar conhecimento de novos aspectos sobre Darwin e a Teoria da Evolução! Era uma exposição bastante completa e interactiva, dado que mostrava aos visitantes o percurso do Beagle, as diferentes espécies de animais que impulsionaram o espírito crítico de Darwin para a hipótese da evolução (destaco os tentilhões e as tartarugas das ilhas Galápagos), a organização desta teoria e a publicação do livro “On the Origin of Species by Means of Natural Selection”, os contributos de outros cientistas (anteriores a Darwin e seus contemporâneos e o contributo da genética e da matemática, já no século XX), a controvérsia provocada pela obra, não só ao nível religioso e social, mas também no meio científico, e, por último, a aceitação e a própria evolução da teoria de Darwin!
A exposição na Reitoria era bastante mais pequena mas nem por isso menos interessante. Começava com uma breve explicação da Teoria da Evolução, seguindo-se as observações e descobertas de Darwin durante a viagem no Beagle, principalmente sobre as Galápagos, referindo-se depois à controvérsia e ao debate aceso entre os Fixistas e os Evolucionistas, e à posterior aceitação da Teoria da Evolução. Através das colecções da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, os visitantes podiam observar uma amostra da grande diversidade de insectos, peixes, aves e primatas existentes no nosso planeta. Pretendia assim divulgar o enorme e importantíssimo legado deixado por Darwin!

A RTP2 também entrou nesta comemoração de Darwin com a passagem de vários documentários. Destaco um, “O que Darwin não sabia”, da BBC, apresentado por um dinâmico, carismático e irónico biólogo inglês, que fazia um apanhado do desenvolvimento da Teoria da Evolução por Darwin, do contributo de outras áreas científicas na época e como, no século XX, as bases da Teoria foram de facto confirmadas e também aperfeiçoadas pelas descobertas da matemática e principalmente da genética!

Darwin revolucionou completamente o mundo científico com a Teoria da Evolução! O seu principal mérito foi ter conseguido elaborar um mecanismo explicativo da evolução, a selecção natural! E é de louvar, no mínimo, o método de Darwin: a sua teoria deve-se a um longo e sistematizado processo de observação, investigação e dedução, baseando-se nas notas escritas durante a viagem no Beagle e em descobertas de outros cientistas (posso destacar o economista Malthus e os naturalistas Buffon e Lamarck)! Foi um excelente trabalho de persistência e dedicação! E tudo isto numa época sem o conhecimento e técnicas que possuímos actualmente! E de facto, muitos defendem que a genética e biologia evolutiva vieram apenas refinar a Teoria da Evolução! Por último, um aspecto que ressaltou ao longo das exposições e documentários que assisti: a formidável humildade de Darwin! Durante a elaboração da teoria, sempre admitiu existirem falhas, as quais ele não conseguia explicar, e que esperava, sinceramente, que fossem exploradas e finalmente explicitadas pelas novas gerações de cientistas (o capítulo 6 do seu livro é dedicado a este assunto)!
Por isso, saudando o seu trabalho, viva Darwin!

E para finalizar, deixo uma pequena brincadeira: a evolução segundo os Simpsons! Divirtam-se!


video

22 novembro 2009

Girl, Interrupted



Lisa: Razors pain you, rivers are damp, acid stains you, drugs cause cramps, gun aren't lawful, nooses give, gas smells awful, you might as well live.

Lisa: You know, there's too many buttons in the world. There's too many buttons and they're just- There's way too many just begging to be pressed,they're just begging to be pressed,you know? They're just - they're just begging to be pressed, and it makes me wonder, it really makes me fucking wonder, why doesn't anyone ever press mine? Why am I so neglected? Why doesn't anyone reach in and rip out the truth and tell me that I'm a fucking whore, or that my parents wish I were dead?

Uma extraordinária interpretação de Angelina Jolie, visceral, perturbadora e hipnotizante!

21 novembro 2009

The Shining...pelos Simpsons

Uma divertidíssima, certeira e memorável paródia ao clássico de Kubrick!


video

O estranho mundo de Tim...no MoMA

“O Rapaz Ostra”, “A Rapariga Exoftálmica”, “O Rapaz Brie” ou a “Rapariga Vudu”. Um homem com mãos de tesoura. “Vincent” e “Frankenweenie”. Sabem do que estou a falar?

Todos pertencem à obra e imaginação de Tim Burton, o genial realizador e artista que nos ofereceu filmes como “Edward ScissorHands” e “Corpse Bride”, simultaneamente tão estranhos e tão enternecedores, ou o delicioso livro de poemas “The Melancholy Death of Oyster Boy & Other Stories”, todos elementos do seu universo excepcional, gótico, fantasioso, comovente, visualmente poderoso e incomparável!

E a partir de amanhã, o MoMA, em Nova Iorque, celebra o fantástico Burton com uma exposição retrospectiva que reúne cerca de 700 objectos do seu universo criativo, a maioria inéditos ou raramente vistos! Entre estes, encontram-se pinturas, desenhos, fotografias, storyboards, marionetas, maquetes, peças de vestuário e props, representativos dos seus trabalhos mais célebres e de projectos não realizados ou menos conhecidos!

Aposto que será uma exposição inesquecível e excitante, um prazer visual para os fãs e não só!
Quem me dera poder visitá-la!

Informação retirada do site http://www.moma.org/visit/calendar/exhibitions/313 e do artigo "O estranho mundo de Tim" de Madalena Galamba, publicado na Revista Única, do Expresso, em 21 de Novembro de 2009.



09 novembro 2009

O Muro de Berlim

Celebram-se agora os 20 anos da queda do muro de Berlim. A esse propósito, assisti na semana passada a um documentário na RTP2.
“The Berlin Wall” de Patrick Rotman e produzido pela France Television, mostra-nos, através de imagens de arquivo e testemunhos reais, as razões da construção do muro, as suas consequências a nível da Alemanha e do Mundo e a sua queda em 1989.
Achei o documentário bastante esclarecedor, interessante e emotivo! As imagens que mostram as tentativas de fuga dos berlinenses orientais e o desespero e tristeza das famílias ao se verem separadas foram arrepiantes e chocantes!
Porque como foi possível dividir Berlim e, consequentemente, a Europa e o Mundo, ao meio? Como foi possível que esta situação, um dos momentos mais vergonhosos e terríveis da Humanidade, se prolongasse por quase trinta anos? A “Cortina de Ferro” caiu há vinte anos, o que para mim representa basicamente uma vida, mas não é assim tanto tempo!
Hoje, é o momento de nunca esquecer! E de combater, porque infelizmente ainda existem muitos “muros” pelo Mundo, uns físicos e outros de injustiça, de pobreza, de violência, de analfabetismo, de intolerância e preconceito e todos deviam ser derrubados!

Convido-vos a visitar: http://www.dieberlinermauer.de/berlimmurohome1024/berlimmurohome1024.html
com fotografias do muro e da Berlim dividida e momentos da reunificação

05 novembro 2009

Big Fish


Um filme extraordinário e mágico! Uma maravilhosa fábula sobre o poder da imaginação e dos nossos sonhos! E sobre uma difícil relação entre o pai, o fabuloso contador de histórias, e o filho, o céptico, e a viagem deste pela descoberta da vida do pai!
Realização sem falhas, um argumento magnífico, interpretações excelentes, o habitual, mas sempre delicioso, tom fantástico e negro dos filmes de Tim Burton e, acompanhando os créditos finais, a enternecedora e bela música dos Pearl Jam, pela voz grave e cativante de Eddie Vedder!

video

Man of the Hour

Tidal waves don't beg forgiveness
Crashed and on their way
Father he enjoyed collisions; others walked away
A snowflake falls in May.
And the doors are open now as the bells are ringing out
‘Cause the man of the hour is taking his final bow
Goodbye for now.

Nature has its own religion; gospel from the land
Father ruled by long division, young men they pretend
Old men comprehend.

And the sky breaks at dawn; shedding light upon this town
They'll all come around
Cause the man of the hour is taking his final bow
Goodbye for now.

And the road
The old man paved
The broken seems along the way
The rusted signs, left just for me
He was guiding me, love, his own way
Now the man of the hour is taking his final bow
As the curtain comes down
I feel that this is just goodbye for now.

04 novembro 2009

True Blood



Estou completamente rendida a esta série!
Do génio criativo Alan Ball (o autor de “Sete Palmos de Terra”), temos uma abordagem bastante original ao mito do vampiro, com um argumento riquíssimo e interpretações excelentes (principalmente a de Anna Paquin, absolutamente irrepreensível!), que se juntam numa série sobrenatural refrescante, surpreendente, sensual (e isto é um eufemismo!), arrebatadora, simplesmente magnífica!
Mal posso esperar pela terceira temporada!
Por enquanto, deixo aqui o genérico fabuloso e hipnotizante, por si só uma obra-prima! Para os fãs como eu se deliciarem ou para novos possíveis admiradores! De qualquer forma, espero que fiquem sedentos por mais!


video

03 novembro 2009

Nine

video

Um elenco multi-oscarizado...a curiosidade de ver Daniel Day Lewis e também Penélope Cruz num musical...um trailer vibrante, frenético e repleto de sensualidade e ainda algum mistério!

"Nine" parece desde já ser um dos melhores filmes da próxima temporada!

Persepolis

(sessão dupla na RTP2, integrado na “Festa do Cinema Francês”)

Um retrato verdadeiro, arrepiante e doloroso sobre a Revolução Islâmica no Irão e o consequente fundamentalismo religioso islâmico que se abateu sobre o país! Simultaneamente, é também um testemunho extraordinário, na primeira pessoa, de como foi crescer e ser mulher no Irão e, ainda por cima, uma opositora ao regime!
Um filme que me cativou a cada cena e que gostei imenso! É arrebatador, original, com uma temática bastante forte e difícil, mas que de certa forma é aliviado pelo facto de ser narrado pela própria Marjane Satrapi, pois a história é contada de uma forma pessoal, cativante e séria mas também deliciosamente divertida! Por último, é um filme espantoso a nível visual, com o “design” adoptado da “graphic – novel” que o enriquece maravilhosamente e o torna ainda mais peculiar, especial e belo!
Uma obra-prima do cinema francês e do cinema de animação!


video