24 novembro 2009

Viva Darwin!

Hoje celebram-se exactamente os 150 anos da publicação da revolucionária obra de Darwin: “A Origem das Espécies”. Simultaneamente, o ano de 2009 é também o bicentenário do nascimento de Charles Darwin. Por isso, durante o ano de 2009 organizaram-se várias iniciativas comemorativas destes dois importantes acontecimentos!

Tive oportunidade de visitar a exposição organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian, a fabulosa “A Evolução de Darwin”, e, meses mais tarde, uma outra exposição, “Charles Darwin (1809-2009) - Evolução e Biodiversidade”, na Reitoria da Universidade do Porto.
A primeira era uma grande exposição internacional, com o objectivo de dar a conhecer a Teoria da Evolução e o seu longo e difícil percurso, além do seu contributo para a Ciência e Conhecimento. Gostei imenso de a visitar! Achei que estava muito bem organizada e explicada de forma acessível para o público em geral; como estudante na área da Ciência, foi um prazer relembrar o que aprendi no secundário e tomar conhecimento de novos aspectos sobre Darwin e a Teoria da Evolução! Era uma exposição bastante completa e interactiva, dado que mostrava aos visitantes o percurso do Beagle, as diferentes espécies de animais que impulsionaram o espírito crítico de Darwin para a hipótese da evolução (destaco os tentilhões e as tartarugas das ilhas Galápagos), a organização desta teoria e a publicação do livro “On the Origin of Species by Means of Natural Selection”, os contributos de outros cientistas (anteriores a Darwin e seus contemporâneos e o contributo da genética e da matemática, já no século XX), a controvérsia provocada pela obra, não só ao nível religioso e social, mas também no meio científico, e, por último, a aceitação e a própria evolução da teoria de Darwin!
A exposição na Reitoria era bastante mais pequena mas nem por isso menos interessante. Começava com uma breve explicação da Teoria da Evolução, seguindo-se as observações e descobertas de Darwin durante a viagem no Beagle, principalmente sobre as Galápagos, referindo-se depois à controvérsia e ao debate aceso entre os Fixistas e os Evolucionistas, e à posterior aceitação da Teoria da Evolução. Através das colecções da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, os visitantes podiam observar uma amostra da grande diversidade de insectos, peixes, aves e primatas existentes no nosso planeta. Pretendia assim divulgar o enorme e importantíssimo legado deixado por Darwin!

A RTP2 também entrou nesta comemoração de Darwin com a passagem de vários documentários. Destaco um, “O que Darwin não sabia”, da BBC, apresentado por um dinâmico, carismático e irónico biólogo inglês, que fazia um apanhado do desenvolvimento da Teoria da Evolução por Darwin, do contributo de outras áreas científicas na época e como, no século XX, as bases da Teoria foram de facto confirmadas e também aperfeiçoadas pelas descobertas da matemática e principalmente da genética!

Darwin revolucionou completamente o mundo científico com a Teoria da Evolução! O seu principal mérito foi ter conseguido elaborar um mecanismo explicativo da evolução, a selecção natural! E é de louvar, no mínimo, o método de Darwin: a sua teoria deve-se a um longo e sistematizado processo de observação, investigação e dedução, baseando-se nas notas escritas durante a viagem no Beagle e em descobertas de outros cientistas (posso destacar o economista Malthus e os naturalistas Buffon e Lamarck)! Foi um excelente trabalho de persistência e dedicação! E tudo isto numa época sem o conhecimento e técnicas que possuímos actualmente! E de facto, muitos defendem que a genética e biologia evolutiva vieram apenas refinar a Teoria da Evolução! Por último, um aspecto que ressaltou ao longo das exposições e documentários que assisti: a formidável humildade de Darwin! Durante a elaboração da teoria, sempre admitiu existirem falhas, as quais ele não conseguia explicar, e que esperava, sinceramente, que fossem exploradas e finalmente explicitadas pelas novas gerações de cientistas (o capítulo 6 do seu livro é dedicado a este assunto)!
Por isso, saudando o seu trabalho, viva Darwin!

E para finalizar, deixo uma pequena brincadeira: a evolução segundo os Simpsons! Divirtam-se!


video

2 comentários:

  1. Grande vídeo :)Pena não ter ido a essas exposições..

    ResponderEliminar
  2. Olá,
    eu que não vi a exposição da Reitoria fiquei a saber um pouco sobre ela a julgar pelo rigor do que aqui se lê. E eu que sou fã de Darwin gostei do que por aqui vi! Obrigada Catarina por teres prestado homenagem a tão grande SENHOR!

    A. Trés Jolie

    ResponderEliminar